Big Balls & The Great White Idiot, o “factor-zero” do punk alemão

“Die muzik is tot – es lebe der punk!!!” A frase, em alemão, pode ser traduzida por “a música está morta – o Punk está vivo”. Era com estas palavras que o vocalista Baron Adolf Kaiser costumava abrir os primeiros shows do Big Balls & The Great White Idiot. O grupo pde ser considerado o “factor zero” do punk alemão. Criado em 1975, sob forte influência de Stooges, MC5 e New York Dolls, o grupo que já tinha uma postura agressiva, radicalizou um pouco mais após ver o furacão Sex Pistols, em 1976.

bigballsA formação original, além de Adolf, tinha o guitarrista Wolfgang Lorenz e os irmãos Grund: Peter, Alfred e Atli, respectivamente, baterista, baixista e guitarrista. A conotação nazista do nome do vocalista não é mera coincidência. Politicamente incorretos, a intenção do Big Balls era confrontar a sociedade germânica da época. O que pode ser facilmente percebido pelas letras do grupo. Uma delas, do primeiro álbum, tem o inocente título de (I’m singing to you) with my fingers in your ass.

Na realidade, não eram nazistas militantes, tratava-se mesmo de provocação, que nos shows era levada ao extremo com a banda chamando a platéia para a briga e gritando  para que todos fossem para casa. Em uma resenha sobre a apresentação da banda, o fanzine Punk News descreveu a apresentação como “medíocre e feia”. Era o que queriam. Caos, anarquia, rebelião, rock’n’roll. Punk Rock!

O primeiro LP, todo em inglês, com o nome da banda, foi lançado em 77. Além de 14 músicas próprias, contava com uma versão de Anarchy in the UK (Anarchy in Germany), Search and Destroy (Stooges) e White Light, White Heat (Velvet Underground). O segundo LP, Foolish Guys, lançado em 78 já mostra uma banda mais polida, experimental e comercial em algumas faixas. Foi o primeiro de uma série de álbuns que afastou a banda de suas raízes punks.bigballs3

Depois desses dois discos, o Big Balls ainda lançaria outros quatro: Artikel 1 – Dignity of manCreepy shadesIn search for love The big waltz (este, na verdade uma trilha sonora). A partir dos anos 80, o grupo passou a flertar com teatro e outras formas de arte. Nunca abandonaram o sarcasmo e o humor satírico dos primeiros tempos, mas distanciaram-se do que se tornou o punk rock.

Baixe aqui o histórico (e pesado) primeiro LP do Big Balls & The Great White Idiot

Curiosidades

  • A banda foi fundada, de fato, pelos irmãos Grund. Apesar de chamar muito a atenção, Baron Adolf Kaiser participou apenas do primeiro LP. No segundo, o grupo já era um quarteto, com Alfred nos vocais.

  • Os dois primeiros LPs foram lançados pelo selo Teldec, associado à Decca Records. Os demais discos saíram pelo selo Balls Records, de propriedade da banda.

  • No teatro, participaram da montagem de peças como Medeia, de Eurípedes, que recebeu diversos prêmios na Alemanha. Mas o grande passo nessa área foi quando fundaram uma companhia independente, chamada Babylon, junto com a diretora Barbara Bilabel, bastante conhecida por lá.

  • No início dos anos 90 eles voltaram-se de novo para o mundo da música e construíram seu próprio estúdio, em Hamburgo, e reativaram o selo Balls Records. Entre os artistas que produziram, o D-Base 5, um grupo de crossover, foi o que mais se destacou.

  • Em 97, fizeram a trilha sonora do filme Die Mutter des Killers, que alcançou relativo sucesso nos cinemas e na TV germânica.

Sua opinião é importante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Send Back My Stamps!

Metal History Through Fanzines

Almanake da Nemeton Kieran

... falando um pouco de tudo...

Sequela Coletiva

Blog dos sequelados para postagem de idéias e impressões a respeito de praticamente tudo

PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

A MÚSICA NOS MOVE!

The File Cabinet Of Curiosities

A Vernacular Culture Compendium (which may exceed a single file cabinet), presented by the Conglomerated League of Folklore Inquirists, Affiliate No. 67, under the Charter of the Int. Committee for Folkloric Knowledge, Enhancement, and Preservation.

Reclaiming History: An Archive of Black Hardcore and Punk

Photographs, Flyers, and Zine Clippings that Color Between the Lines of History

juveniledelinquentmusic

Hi NRG ROCK'N'ROLL!!!!!!!!!!!!!!!

Magic Pop

rock and roll media

PBPR

Paperback Punk Rock

The Coming Anarchy

Indian Anarchist Federation's Blog

Liberty and Anarchy

Anti-State, Anti-War, Pro-Market

Anarchy Action

Anarchy Action

What's So Special About Music Anyways?

Witty opinions on great music

Which Side Are You On? A History of Punk Politics

A Visual Archive of Punk-Related Socio-Political Events

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close