VKTMS, vítimas do destino

vktms

O VKTMS é uma banda californiana, mais precisamente de San Francisco, com vocal feminino e que considero como uma das mais originais da época. Faziam um som pesado, intenso, criativo e melódico, mas com um certo tom de dramaticidade. O tipo de som que vai crescendo a cada vez que se ouve.

Formado em 1978, o grupo começou com o baterista Louis Gwerder e o guitarrista Jay Davis. Depois de alguns ensaios com diferentes baixistas, George Ritter juntou-se aos dois e, por último, a vocalista Nyna “Napalm” Crawford.

Com essa formação, fizeram algumas apresentações e lançaram um compacto duplo, chamado Midget, já em 79. Pouco depois, George deixou o grupo e Steve Ricablanca assumiu o baixo. Essa formação aparece na lendária coletânea SF Underground, um compacto a que já fiz referência no post do No Alternative. A faixa do VKTMS é a criativa Ballad of Pincushion Smith.

vktms2No entanto, após o lançamento deste disco, Jay Davis também deixou a banda (na verdade, desapareceu). Em seu lugar, entrou o guitarrista John Binkov, um músico mais completo, capaz de tocar qualquer estilo de música. Com ele, o grupo ganhou em qualidade, apesar de ter perdido um pouco da agressividade.

Em 1980, o VKTMS já era uma das bandas mais conhecidas na cena californiana. Fizeram centenas de apresentações, muitas ao lado de grandes nomes do punk rock norte-americano, como Ramones, Johnny Thunders, DOA, Agent Orange, Dead Kennedys, etc… Também abriram para diversas bandas inglesas em turnê pelos EUA, como Stranglers, 999, Killing Joke, Bush Tretas e outras bandas .

Nesse período, lançaram um compacto com duas músicas (100% White Girl No Long Goodbyes). A letra da primeira faixa causou polêmica, principalmente após uma crítica da revista Maximum Rock’n’Roll, que acusou a banda de racista. Particularmente, acho que houve um certo exagero da publicação. Me parece que a letra de White Girl é uma sacada bem humorada, sobre uma garota branca que se sente ameaçada pelas minorias. Mas você mesmo pode tirar suas conclusões:

vktms6Well I’m just a little white girl
I get harassed every day
A poor defenseless white girl
Who can’t go out to play
The minorities they all threaten me
I can’t defend myself
I’m a nervous wreck
I’m scared to death
They’ve ruined my mental health
Cuz I’m a blue-eyed, blond haired white girl
And there’s no place left for me
I feel like an alien in my own society
Well I ain’t no Nazi, but ya know
I ain’t no martyr
I think I’m gonna start to
Wear a switchblade in my garter
Cuz I’m 100% white girl and
I ain’t afraid of them
If anybody fucks with me
I’ll just commit mayhem
Cuz I’m a white girl
Yeah I’m a white girl
I’m just a white girl

Entre 1981 e 82, a banda foi para o estúdio e gravou um LP por conta própria, já que não conseguiram contrato com nenhum selo. A ideia era vender um álbum pronto, já que tinham prestígio suficiente. Mas as coisas não foram tão bem como imaginavam e as fitas originais ficaram na gaveta por 12 anos. No verão de 82, talvez desiludidos pela dificuldade de vender o álbum, o grupo se dispersou. Foi o primeiro final.

vktms4Em 1994, Steve Ricablanca conheceu Dave Elias e John Eisenhart, então em vias de fundar o selo independente Dafflespitz Records. Ambos eram fanáticos pelo punk da época do VKTMS, inclusive adoravam a banda. Ao saberem da gravação não lançada, não perderam tempo e recuperaram a fita. No início de 1995, finalmente, veio a luz o lendário álbum, que recebeu o nome da banda.

As boas vendas do disco na Europa incentivaram Steve, John e Louis a procurar Nyna e o grupo voltou à ativa. Em 97, lançaram um EP duplo com material inédito e seguiram fazendo shows. Mas Nyna adoeceu e em 2000 tornou-se mais uma vítima do câncer. Foi o segundo fim, que parecia definitivo, mas em 2012 foram convidados para o festival SF Punk Reunion e desde então têm tocado eventualmente (com mais frequência desde 2016). Para o lugar de Nyna, contam com as vocalistas Terry Morris e Sophie Vogel.

Baixe todas as gravações (antigas) da banda em dois arquivos: aqui a parte 1 e aqui a parte 2. Raridade imperdível.

Curiosidades

  • No tempo em que o VKTMS esteve inativo, Nyna tocou com o Murder e o Smashed Weekend antes de sair do circuito musical no final dos anos 80.
  • Steve e John tocaram com um grupo chamado Vauxhal, mas em 1985 abandonaram o barco. Steve entrou numa escola de culinária e tornou-se chef de cozinha. John, por sua vez, aprofundou-se nos estudos de música e formou-se na área, primeiro pela Universidade de Berkeley, depois, na UC Davis. Diplomado, tornou-se professor universitário. Já Louis, partiu para o campo das artes plásticas e trabalha com materiais não tradicionais na pintura.
  • Steve conheceu os fundadores da Dafflespitz Records enquanto trabalhava em um restaurante chamado Masas. Os responsáveis pela ressurreição da banda eram cozinheiros, como ele.
  • A capa do compacto White Girl / No Long Goodbyes é considerada uma obra de arte, desenhada pelo cartunista Jim Osbourne.
  • Atualmente, Steve Ricablanca ainda trabalha como chef, mas toca projetos paralelos de música eletrônica. John ainda dá aulas de música em uma universidade de Oakland e tem uma banda, chamada D’Jelly Brains, que flerta com o punk garageiro. Louis segue trabalhando com arte abstrata. Nyna, descansa em paz…

 

 

Sua opinião é importante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Send Back My Stamps!

Metal History Through Fanzines

Almanake da Nemeton Kieran

... falando um pouco de tudo...

Sequela Coletiva

Blog dos sequelados para postagem de idéias e impressões a respeito de praticamente tudo

PEQUENOS CLÁSSICOS PERDIDOS

A MÚSICA NOS MOVE!

The File Cabinet Of Curiosities

A Vernacular Culture Compendium (which may exceed a single file cabinet), presented by the Conglomerated League of Folklore Inquirists, Affiliate No. 67, under the Charter of the Int. Committee for Folkloric Knowledge, Enhancement, and Preservation.

Reclaiming History: An Archive of Black Hardcore and Punk

Photographs, Flyers, and Zine Clippings that Color Between the Lines of History

juveniledelinquentmusic

Hi NRG ROCK'N'ROLL!!!!!!!!!!!!!!!

Magic Pop

rock and roll media

PBPR

Paperback Punk Rock

The Coming Anarchy

Indian Anarchist Federation's Blog

Liberty and Anarchy

Anti-State, Anti-War, Pro-Market

Anarchy Action

Anarchy Action

What's So Special About Music Anyways?

Witty opinions on great music

Which Side Are You On? A History of Punk Politics

A Visual Archive of Punk-Related Socio-Political Events

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close