Weirdos, uns caras estranhos

the-weirdos-band-photo-punk.jpg

Formado no final de 76, em Los Angeles, o Weirdos esteve na ativa até 1981. Nesse período, lançaram diversos compactos e gravaram faixas para coletâneas, mas não chegaram a fazer um álbum de estúdio completo.

A primeira formação tinha os irmão John e Dix Denney, respectivamente vocalista e guitarrista, Cliff Roman na segunda guitarra e o baixista Dave Trout. Começaram sem baterista (!) e assim fizeram três apresentações até Nickey Beat assumir as baquetas. Mas a banda teve mais de uma dezena de mudanças, permanecendo sempre o núcleo dos brothers Denney e Cliff.

weirdos_Além do som, eles tinham uma atitude bem punk: faziam (ou destruíam) suas próprias roupas, cortavam seus próprios cabelos e criavam as capas dos discos. Mas acima de tudo compuseram grandes músicas, como We got the Neutron Bomb, Teenage e Message from the under world.

Depois de ficarem um tempão sumidos, em 1990, reapareceram com o LP Condor, produzido e patrocinado por Flea, baixista do Red Hot “Shit” Peppers e fã da banda. Além da participação do baixista Zander Schloss do Circle Jerks e do batera Sean Antillon, que tocou também com o The Skulls,  The Gears e o The Controllers. Falta a criatividade e a energia dos primeiros anos, mas pelo menos não tentaram repetir uma fórmula que carece de ingredientes essenciais: o contexto e o espírito da época.

O som do Weirdos foi definido assim pelo próprio John Denney: “Weirdos é um híbrido acelerado de rock’n’roll, com partes iguais de Stones, Faces, Who, Stooges e New York Dolls. Mas, sem dúvida, o grande catalisador do desenvolvimento do Weirdos foi o lançamento do primeiro álbum do Ramones. Foi isso que nos impulsionou além dos limites”. Acho que ele forçou em relação a Stones, Faces e The Who…

Como não chegaram a fazer um álbum na primeira fase, quando faziam um punk rock de ensurdecer, a Frontier Records reuniu tudo o que eles gravaram em duas coletâneas: Weird World, lançada em 1991, e Weird World vol. 2, de 2003). Dois petardos demolidores, mas o primeiro, especialmente, é uma espécie de “leitura obrigatória“ para quem se aventura pelas barulheiras do universo punk.

WEIRD WORLD AQUI
WEIRD WORD vol. 2 AQUI

weirdos

Curiosidades

  • Dix Denney é um dos membros originais do Thelonious Monster, grupo fundado por Bob Forrest e que tem um som na linha do Red Hot. O grupo lançou quatro álbuns entre 1986 e 1992 e, após uma longa parada, devido ao envolvimento de Forrest com drogas pesadas, retornaram em 2004, com um quinto e último (por enquanto) trabalho.
  • Dix e John colaboraram com o Circle Jerks, no álbum Oddities, Abnormalities and Curiosities, o primeiro do grupo por uma “major” e que marcou uma grande mudança no estilo do Circle Jerks, para uma pegada mais roqueira e menos HC. Dix tocou guitarra em três faixas (Brick, Grey Life e Exhaust Breath), enquanto John  assinou a composição da faixa Shining Through The Door.
  • O baterista Nickey Beat tocou por um tempo com o Germs. Em 1997, produziu o single Holy Land Spirit, do The Nomads, um som meio dance, meio eletrônico com toques orientais.
  • Nos últimos 15 anos o grupo tem se reunido esporadicamente. Entre 2013 e 2014, fizeram diversas apresentações, mas parece que vai ficar nisso.

Sua opinião é importante

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s